sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Você é crente quadrado ou crente redondo ?

A maioria dos crentes já ouviu alguma vez alguém dizer que ele(a) é um cara muito “quadrado”.  Ok, eu sei que a expressão é antiguinha, mas ela não deixou de ser usada. Quando eu digo que a maioria já ouviu, sei que estou sendo otimista, porque não é difícil perceber a falta de cristãos verdadeiros, ou pelo menos que tenham um bom e condizente testemunho. Isso significa que se já se referiram a você com expressões desse tipo, glorifique a Deus por isso, você tem sido luz!
Um “quadrado” é alguém que observa e cumpre a ordem bíblica, quando esta diz pra que não nos conformemos com o presente século e, portanto, não se contamina com esse mundo. Esse clássico versículo permeia os temas de congressos e acampamentos, mas raramente nossas vidas. Basta ligar a televisão para sermos agredidos pela violência do pecado e do efeito dele sobre a sociedade. Não se conformar com o presente século é ver a banalização da família e se indignar, é não compactuar com a promiscuidade, com o sexo antes do casamento, com os relacionamentos vãos (leia-se o famoso “ficar”), com o desrespeito a quem é autoridade sobre você, é enfim, ser alguém que não acha o pecado “normal”. Esses atentados aos ensinamentos bíblicos têm sido tolerados e até praticados por muitos “cristãos”, no entanto, é impossível servir a dois senhores, se você pensa que dá pra conciliar essas duas coisas, a Bíblia te avisa que não dá! quem pensa estar em cima do muro é porque já escolheu o lado de lá.
No mundo em que vivemos, repleto de tecnologia e acesso a informação, ficamos expostos a todo tipo de influência, inclusive às negativas. Mas como Jesus já sabia disso, Ele nos alertou que viriam falsos profetas, pessoas que condenariam os bons costumes e pregariam doutrinas erradas, enganando, se possível, até aos seus escolhidos. Um bom crente “Quadrado” está sob a graça do Senhor, vigiando sempre e buscando orientação pra não sucumbir diante às ofertas do mundo. Ele se preocupa com seu testemunho, não pra receber honras e elogios, mas porque entende que é através da vida dele que o Evangelho é pregado. Enquanto muitos se entregam à massificação dos comportamentos que o pecado gera, ficando submissos a ele, acreditando que tudo é normal, absorvendo tudo que o mundo diz ser bom, nós, cristãos, temos na fé a oportunidade de pensar, somos livres pra não escolher o pecado e desimpedidos pra agir de acordo com aquilo que cremos e não de acordo com a maioria. Nossa fé nos trás a liberdade, e é por causa disso que optamos por ser diferentes.
A verdade é que ser esse tipo de cristão é andar mesmo na contramão do mundo, suportando críticas e deboches por amor ao Senhor, é aceitar o desafio de ser santo num mundo contaminado e confundido pelo pecado, é viver a vida de alguém “sal e luz”. Para entendermos a vontade de Deus, devemos dedicar um tempo na leitura e estudo da Palavra, ela é nossa regra de fé e prática, nossa instrução na busca pela santidade, a fim de nos tornarmos Quadrados perfeitos!

Um comentário:

  1. realmente amados o mundo vai de mal a pior, e se não ficarmos atentos ao que a palavra de Deus nos diz, acabaremos por nos conformar com todas as mazelas que o diabo tem ofertado.

    ResponderExcluir